quarta-feira, 1 de outubro de 2008

Tratamento revolucionário elimina até 90% de estrias



A transcisão, técnica criada a partir de um procedimento indicado para tratar sulcos e cicatrizes, apresenta resultados definitivos e eficazes para o tratamento das estrias em qualquer parte do corpo. Ela foi desenvolvida pelo cirurgião-dermatológico Rogério Ranulfo, mestre em Dermatologia pela USP.



A técnica, apresentada pela primeira vez em 1997, já foi demonstrada em congressos na Europa (Barcelona e Paris) e no Brasil. O Dr. Ranulfo atende pacientes de todo o Brasil e do exterior: Dinamarca, Alemanha e Espanha. Vários médicos estão sendo treinados para aplicar a técnica.

A estria se forma quando a pele é excessivamente estirada, ultrapassando sua capacidade de distensão. Ela se rompe e suas bordas, ao cicatrizarem, formam uma linha deprimida na superfície da pele. Várias são as causas de seu aparecimento: crescimento na puberdade, aumento de peso, gravidez ou o uso crônico de medicamentos a base de corticosteróide, tanto tópico como via oral.



A técnica da transcisão preenche o vazio das estrias com colágeno (tecido em reparação) do próprio paciente. Realizada em ambulatório, o médico anestesia a área a ser tratada e promove um trauma com uma agulha cortante de grosso calibre na porção média da pele (derme) ao longo de toda a extensão da estria. O trauma provoca um sangramento que coagula. É a partir da coagulação que se inicia o processo de reparação do tecido, formando ao final o colágeno, responsável pela recuperação da integridade da pele.



Este tratamento pode ser utilizado para as estrias tardias ou brancas, independentemente da sua causa. E o resultado é muito rápido. Já nas primeiras semanas inicia-se a fusão das estrias mais finas, aquelas com até 2 mm. Se as estrias forem mais largas, a formação de maior quantidade de colágeno demora um pouco mais. O tempo para a conclusão do processo de reparação da pele geralmente é de seis meses podendo, porém, chegar a um ano. Quanto mais tempo demorar, melhor ficará o resultado. Se a melhora for parcial, o médico indica outra sessão, para que ocorra a sobreposição dos resultados. O que determina o sucesso do tratamento não é a área, mas a largura da estria. Nos deltóides, glúteos, coxas, panturrilhas e dobras axilares o colágeno é formado mais facilmente. Os flancos, dorso e mamas geralmente formam estrias mais largas, que necessitarão de mais de uma sessão para o tratamento.



Após o procedimento, o paciente fica com um curativo por uma semana. Quando ele é retirado, a pele apresentará vergões vermelhos (vasos recém-formados, responsáveis pelo suprimento do novo tecido) na área em recuperação. A partir deste momento, o médico pode associar outros tratamentos que ajudam a agilizar e maximizar a formação de colágeno, tais como: peelings de ácido retinóico e laser de diodo, loções à base de lactato de amônia e vitamina C tópica.
A boa notícia é que o resultado das estrias tratadas é definitivo. Porém, novas estrias podem ocorrer, principalmente devido ao aumento excessivo de peso.



As estrias masculinas acabam rapidamente, porque os homens possuem a pele mais espessa.



Alguns aspectos podem interferir no resultado:



a) a largura da estria, sua localização e a espessura da pele;
b) o uso concomitante de medicamentos que interferem na cicatrização;
c) a capacidade individual de reparação tissular;
d) exposição ao sol pode manchar a pele.

4 comentários:

  1. Quanto vc cobra esse procedimento em media?

    ResponderExcluir
  2. Proponho a tecnica de TSR que elimina 100% as estrias. Caso deseje, pode ir na home http://www.estheticenter.com.br e clicar em mídia onde aparecerá reportagens, inclusive as que sairam na REvista Pástica & Beleza onde fala na integra sobre o tratamento que é patenteado e cientificamente comprovado.
    abraços, Dra. Kátia Ferreira

    ResponderExcluir
  3. Hoje saiu a minha reportagem no Blog Hiper Fashion sobre estrias!!!
    Segue o link para vocês lerem.
    Home http://www.hiperfashion.com.br/home.cfm
    Reportagem http://www.hiperfashion.com.br/home.cfm?pagina=noticia&id=1361&jn=1
    Abraços, DRa. Kátia Ferreira

    ResponderExcluir
  4. Saiu a minha reportagem no Site Hiper Fashion sobre estrias!!!
    Segue o link para vocês lerem.
    Reportagem http://www.hiperfashion.com.br/home.cfm?pagina=noticia&id=1361&jn=1

    Abraços, DRa. Kátia Ferreira
    www.estheticenter.com.br

    ResponderExcluir